Projeto Imagem - Américo Sucena
   
 
 
 

Newsletter


Projeto Imagem

O Projeto Imagem nasceu de uma frustração, quando em 1964, iniciativa pioneira idealizada por Aldrovando Góes Ribeiro e Mizael Garbin, produziram pela SELMA (Sociedade Espírita Leopoldo Machado), de Santo Antonio da Platina (PR), a primeiras imagens espíritas em acetato ou diapositivo (slide). Quando tentamos comprar as histórias já produzidas em meados dos anos 70, o projeto já tinha “fechado suas portas”, imagino que por dificuldades financeiras. Nascia ali (em 1974) a idéia de um dia fazer desenho espírita para continuar aquele ideal.

O Projeto, portanto, nasceu vinte anos depois de idealizado, pois foi preciso aguardar  o aparecimento de desenhistas que fossem espíritas. Em 1994, Rodival Matias fazia a primeira história. A ele se juntaram outros 3 desenhistas: Dina Vargas, Rogério Soud e Mozart Couto.

Enquanto a SELMA produzia imagens para temas espíritas e para a educação espírita infantil, o Projeto Imagem tem como foco principal retratar as obras do espírito André Luiz, Emmanuel e da médium Yvonne Pereira, para levar às palestras públicas uma alternativa de apresentação: passar as imagens e contar a história do livro. Mas a idéia não é contar o livro todo, mas despertar para a leitura e para a re-leitura. Inicialmente chamado de Projeto Slide mudamos para Projeto Imagem, porque durante algum tempo passamos a fornecer 3 alternativas de mídia: slide, transparência e imagem digital.
Agora, com a dificuldade de custo e aquisição do filme para slides (em extinção) e o custo alto da tinta de impressora para fazermos transparências, só estamos fornecendo a imagem digital. As imagens digitais são fornecidas com a advertência de que não devem ser colocadas na Internet. Caso isso venha a ocorrer o trabalho não se sustenta financeiramente e seremos obrigados (como a SELMA) a “fechar as portas” com prejuízo imediato da divulgação a que o projeto se propõe.

Nascimento de uma história

Escolhemos um livro para ler pormenorizadamente. Voltamos a ler em seguida registrando os tópicos que resumem os capítulos. Entre os registros, escolhemos aqueles que precisam de uma imagem para ficar mais claro. Descrevemos a cenas com os detalhes possíveis. Por exemplo: se é dia ou noite, se há nuvens ou não, luar, pessoas encarnadas, espíritos, efeitos especiais (fluidos, luzes, etc) e remetemos ao desenhista, o resumo e a descrição de cada uma das cenas. Com base no que foi fornecido o desenhista elabora um esboço a lápis para examinarmos se o desenho atende à concepção que foi imaginada. Feitas as possíveis e necessárias correções, o desenho à lápis é liberado para coloração. É um trabalho que chega a demorar quase um ano, entre a leitura e a entrega das cenas.

Custos do trabalho.

Quando começamos os trabalhos, os desenhos custavam R$ 100,00 cada, hoje custam cerca de R$300,00 ou mais cada um, dependendo da sua complexidade.
Assim uma história como OS MENSAGEIROS
 de A.Luiz com 51 cenas, custou cerca de R$ 15.300,00 (Quinze mil e trezentos reais). Não há como suportar estes custos sem a venda das histórias.

A autorização da Editora.

Este trabalho precisa ter e têm a autorização da FEB – Federação Espírita Brasileira que detém os direitos autorais da maioria de nossos projetos. A FEB além de examinar os desenhos, também avalia os textos resumo que acompanham as imagens, e ainda autoriza a comercialização por tempo determinado que pode ser ampliado se necessário. As editoras: IDE (Araras) e DIDIER (Votuporanga) também aprovaram trabalhos de seus livros.

Até onde chegaram estas imagens?

Temos os registros de todos os compradores. No Brasil as histórias estão em mais de 100 cidades de norte a sul do país. No exterior há trabalhos do Projeto Imagem: França, Portugal, Inglaterra, Espanha, Alemanha, Belgica, Canadá e Estados Unidos.


 
   
 
 
Projeto Imagem - Américo Sucena
contato@projetoimagem.com.br
Mapa do Site
Fale - Conosco
 
Tec Hosting do Brasil